NOTÍCIAS

7 de Abril de 2011 às 07:57

CFOs latino-americanos falam de oportunidades e desafios financeiros em 2011

Leonardo Costas, Linhas Comunicação [leonardo@linhascomunicacao.com.br]

A edição de abril da AméricaEconomia traz opiniões e dicas de CFOs (Chief Financial Officers), responsáveis pelas finanças de grandes empresas latino-americanas, sobre como aproveitar o atual momento econômico, favorável do ponto de vista da liquidez. A revista, que é uma publicação da Spring Editora, chega às bancas no próximo dia 7.

Os executivos de oito empresas – Tivit (Brasil), Femsa (México), Fundação Cesp (Brasil), Scotiabank (Peru), Iveco (Brasil), EPM (Colômbia), Enersis (Chile), Ferreyros (Peru) e Randon (Brasil) – responderam a sete questões feitas pela AméricaEconomia, entre elas, quais são as perspectivas para o mercado de capitais latino-americano em 2011. “O crescimento econômico deve continuar atraindo investidores no mundo todo. Além disso, os investimentos dos grandes fundos de private equity terão continuidade no país, o que demonstra o potencial do mercado brasileiro”, afirma Paulo Sérgio Carvalho Freitas, da Tivit.

Os profissionais também falam dos principais focos de risco para a gestão financeira neste ano e como se prepararam para enfrentá-los. Eduardo Gómez de la Torre Pratt, do Scotiabank (Peru), cita, por exemplo, o agravamento da crise europeia, os efeitos do desastre no Japão, a escalada da violência na África e no Oriente Médio e os potenciais efeitos da recessão que podem levar ao aumento contínuo no preço do petróleo. “A melhor forma de se preparar é com mais liquidez que o usual, bem capitalizado, e ter um bom respaldo de prazos entre as obrigações e a recuperação dos investimentos”, explica.

Os CFOs ainda recomendam estratégias para empresas que precisam de financiamento externo; destacam novidades em termos de instrumentos ou condições de empréstimos e falam de experiências atuais nas empresas onde atuam.

compartilhe >

facebook facebook