NOTÍCIAS

10 de Janeiro de 2012 às 14:05

AméricaEconomia de Janeiro

Confira na Edição de Janeiro da AméricaEconomia:

NEGÓCIOS 

 

Preferência nacional

As estratégias do Grupo Petrópolis, o único dos grandes fabricantes de cerveja ainda 100% brasileiro, para driblar os concorrentes sem se render aos gringos.

 

CAPA

O futuro do Magazine Luiza

Depois de abrir capital e fazer algumas aquisições, este será o ano para Luiza Trajano colocar a rede de varejo em uma nova direção.

 

As reinvenções da Hering

No papel de protagonista nacional há mais de cem anos, a companhia parte para outros países da AL e quer turbinar seu comércio eletrônico.

 

Sem medo da crise

Apesar das incertezas do cenário externo, empresas brasileiras de papel e celulose investem no aumento da capacidade de produção.

 

A volta do condor

O governo de Ollanta Humala parece decidido a legar adiante seu projeto de criar uma companhia aérea low-cost.

 

O Brasil que dá certo

Com economia favorável, cresce o número de empreendedores no país. Conheça algumas dessas inspiradoras histórias de sucesso.

 

Um MBA com sabor cubano

Depois de recente abertura econômica, a ilha de Fidel ganha um programa para disseminar o conhecimento do mundo dos negócios entre a população.

 

FINANÇAS

 

As novas bolsas do Brasil

Entrada de players estrangeiros no mercado de ações nacional reduzirá custos para os investidores.

 

"O mundo não vai acabar"

Na avaliação do diretor-presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, a solidez da economia brasileira deverá continuar a atrair investidores ao longo deste ano.

 

Prêmio de AméricaEconomia reconhece maiores e melhores bancos de 2011

Cerimônia homenageou os melhores colocados no ranking dos 250 Maiores Bancos da região.

 

DEBATES


O que a economia reserva para 2012?

Crise na Europa, eleições nos EUA, alta da inflação, instabilidade no Oriente Médio, possível ruptura institucional na Venezuela, efeitos do câmbio sobre o comércio - as razões para inquietação ao longo deste ano são muitas, e seus efeitos, imprevisíveis. 

 

A praga da corrupção

Os casos de irregularidades no governo crescem no país, assim como a impaciência do brasileiro com a impunidade.

 

A pobreza encolhe

Indicadores da Cepal mostram, contudo, que existe risco de retrocesso em razão do cenário externo.

 

A revolução doente

O câncer de Hugo Chávez levanta dúvidas sobre a continuidade da revolução bolivariana na Venezuela.

 

Depois do primeiro milhão

A indústria petroleira na Colômbia ganha força, mas carrega o peso de conflitos entre empresas e trabalhadores, além de problemas ambientais.

 

Uma alternativa para os negócios

Consultoria jurídica preventiva pode reduzir as disputas entre empresas e funcionários.

 

compartilhe >

facebook facebook