NOTÍCIAS

10 de Abril de 2012 às 12:27

AméricaEconomia de Abril

Confira na Edição de Abril da AméricaEconomia:

NEGÓCIOS 

 

Peixe Urbano

Consolidade no mercade de compras coletivas, Peixe Urbano agora planeja crescer em outras áreas.

 

Opção pelo Brasil

Multinacionais como Stora Enso e HSBC escolhem o país para concentrar os negócios.

 

EMPREENDEDORISMO

 

Vespas Tecnológicas

Ao apostar na criação de insetos para controle de pragas em escala comercial, a Bug ultrapassa gigantes brasilerias com a Petrobras e Vale e se posiciona entre as 50 empresas mais inovadoras do mundo.

 

FINANÇAS

 

CAPA

Caso PanAmericano

Ex-presidente do Grupo Sílvio Santos nega conhecimento de esquema fraudulento e revela como a diretoria da instituição inflou os balanços do banco durante a crise financeira.

 

Redes sociais

Corretoras de valores oferecem serviços nas redes sociais para chegar a novos investidores.

 

ESPECIAL

Ranking das Multilaitnas

Em um ano de incertezas econômicas, a expansão internacional das empresas latino-americanas manteve-se incólume.

 

Energia

Os megaprojetos não dão conta dos sistemas elétricos saturados na América Latina. Apesar do crescimento econômico, a região convive com a carência energética.

 

Os grandes projetos para a América Latina

Países da região destinam entre US$ 330 bilhões e US$ 520 bilhões por ano a obras de infraestrutura, setor vital para o desenvolvimento econômico.

 

DEBATES


Guerra dos portos

Em debate no Senado, resolução que pretende unificar alíquota do ICMS sobre produtos importados nos portos gera novas discussões.

 

Cortes no orçamento

Com o corte no orçamento, que afetou as emendas, e sem reforço de caixa para as campanhas municipais, congressistas rebelam-se e engrossam o coro de oposição a Dilma.

 

Casa própria

Na onda da expansão imobiliária, a MRV, ancorada no Minha Casa, Minha Vida, se torna exemplo de pouco caso com trabalhadores e consumidores.

 

México

Candidata à presidência do México pelo Partido de Acción Nacional, Josefina Vázquez Mota poderá quebrar a tradição de outras quatro mulheres derrotadas nas urnas.

 

Mergulhada em problemas

A Chevron enfrenta o segundo vazamento no Brasil em quatro meses e tenta enterrar um grave caso de contaminação no Equador que pode lhe render uma multa de US$ 18 bilhões.

 

Veja a edição completa da edição no site da AméricaEconomia

compartilhe >

facebook facebook